BIOGRAFIA

Pe. Valdir Bernardo Prim
Nascido a 03 de setembro de 1952
Natural em Santa Maria/Antonio Carlos– SC
Filho de Gregório Prim (Falecido) e Bertildes Kretzer Prim (Falecida)
11  irmãos (dois falecidos). Vivo tem seis homens e três mulheres.

Ordenação diaconal: Santa Maria – Antonio Carlos no dia 10/12/1978
Ordenação Presbiteral: Antonio Carlos na Matriz do Sagrado Coração de Jesus no dia 01/12/1979

Estudos

1.  Seminário Nossa Senhora de Fátima – Antonio Carlos – 1965 a 1966
2. Seminário Educandário Nossa Senhora de Lourdes – Azambuja  – 1967 a 1971
3. Faculdade de Ciências Sociais – Licenciatura Plena pela FEBE – Brusque – 1972 a 1974
4. Instituto Teológico de Santa Catarina – Bacharel em Teologia – Florianópolis – 1975 a 1978

O chamado vocacional surgiu com o desejo de ingressar no Seminário para ser Padre. Não sabendo o que era um Seminário e tendo conhecimento onde ficava, vinha insistindo com os seus pais no sentido que queria estudar para ser Padre. Aos 11 anos foi levado pelo Pai para conversar com o Pároco e que era o primeiro contato com um Padre. No ano seguinte entrava para o Seminário de Antonio Carlos, uma casa bem grande bastante próximo da sua casa.
 
Acredita que o clima de vida familiar marcada pela oração diária, participação nas celebrações da reza do terço aos domingos e de modo especial à vida fraterna e solidária que fez despertar o desejo profundo de assumir esta vocação. O contato com padres lhe cativou sempre e desejou seguir este caminho. Foram muito marcantes a presença do Pároco, Pe Alfredo Junkes, nas celebrações mensais na sua comunidade e, pelo Natal, a presença do Pe. Jose Francisco Schmitt (falecido). Homens de Deus, testemunhas de oração e um amor apaixonante por Jesus Cristo.

Permanece na sua memória a colocação do Pe. José na noite de Natal: “Nasceu-vos hoje, um Salvador”. Vivenciou a vida cristã numa comunidade profundamente religiosa e pensa que contribuiu para o desabrochar da sua vocação.

Algumas experiências de vida:
1) Experiência de Pároco – confiança recebida por D. Afonso desde início do ministério ordenado, estruturando e organizando a Paróquia como também contribuindo para a formação das comunidades no espírito eclesial. Quinze anos dedicados a esta missão junto ao povo de Deus.  Esforço contínuo para estar junto ao povo a si confiado.

2) Conduzir e orientar Jovens, casais, pessoas através de retiros e encontros, proporcionando oportunidades de experiências com Deus.

3) Alegria de ter a graça de poder distribuir o pão da Palavra, o pão do perdão e da Eucaristia a milhares de pessoas que não conhecia e passaram a fazer parte da sua vida.

4) Acompanhar as mais diversas pastorais (eclesiais e sociais), movimentos e organismos da nossa Igreja.

5) Experiência da alegria na caminhada vocacional da participação dos leigos e leigos pelo gesto profundo de doação e gratuidade dos serviços ao povo de Deus.

6) A oportunidade de conhecer a experiência da fé viva e da esperança das comunidades eclesiais de base que procuram relacionar-se de uma maneira profunda a fé com a vida de cada dia, “caminhar com os pés no chão”. Experiência muito viva na Prelazia de São Felix do Araguaia, tendo como Pastor D. Pedro Casadáliga.

7) Experiência de 1995 a 2004 no Setor da administração da Arquidiocese a convite de D. Eusébio Oscar Scheid. Oportunidade de exercer outros aspectos do ministério no seio da Igreja no campo administrativo e do gerenciamento da Instituição eclesiástica. Propiciou-lhe outra visão da missão e do trabalho na Igreja.

OFÍCIO

Pároco da Paróquia Santa Catarina

Pe. Valdir Bernardo Prim, foi nomeado, em 26 de janeiro de 2019.

A Paróquia e a função do Pároco de acordo com o Direito Canônico.

PARÓQUIA

Cân. 515 § 1. Paróquia é uma determinada comunidade de fiéis, constituída estavelmente na Igreja particular, e seu cuidado pastoral é confiado ao pároco como a seu pastor próprio, sob a autoridade do Bispo diocesano.

                § 2. Erigir, suprimir ou modificar as paróquias compete exclusivamente ao Bispo diocesano, o qual não erija, nem suprima paróquias, nem as modifique de modo notável, a não ser ouvindo o conselho presbiteral.

                § 3. A paróquia legitimamente erigida tem, ipso iure, personalidade jurídica.

PÁROCO

Cân. 519 O pároco e o pastor próprio da paróquia a ele confiada; exerce o cuidado pastoral da comunidade que lhe foi entregue, sob a autoridade do bispo diocesano, em cujo ministério de Cristo é chamado a participar, a fim de exercer em favor dessa comunidade o múnus de ensinar santificar e governar, com a cooperação também de outros presbíteros ou diáconos e com a colaboração dos fiéis leigos, de acordo com o direito.

  1. 10.01.1980 – Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Lapa, Ribeirão da Ilha, Florianópolis – SC
  2. 29.01.1982 – Pároco da Paróquia Sant’Ana, Canelinha – SC
  3. 09.02.1986 – Pároco da Paróquia São Cristóvão, Cordeiros, Itajaí – SC
    Vice presidente dos direitos humanos de Itajaí – 1992-1994
  4. 28.12.1994 – Ecônomo da Arquidiocese de Florianópolis, Cúria, Florianópolis – SC
    Assistente Espiritual da ADCE (Associação dos Dirigentes Cristãos) de Florianópolis – 1996-2000
    Diretor da Ação Social Arquidiocesana  – 1995 a 2001
  5. 28.12.1995 – Ecônomo e Vigário Paroquial da Paróquia São João Evangelista, Florianópolis e Biguaçu – SC
  6. 19.02.1998 – Ecônomo e Vigário Paroquial da Paróquia Santo Antônio e Santa Maria Goretti, Coloninha, Florianópolis – SC
  7. 24.09.2001 – Ecônomo da Arquidiocese de Florianópolis, Cúria, Florianópolis – SC
    Membro da Equipe da Coordenação da Pastoral Vocacional do Regional Sul IV – 2002 a  2006.
  8. 06.03.2003 – Membro nato do Conselho Presbiteral da Arquidiocese de Florianópolis, Cúria, Florianópolis – SC
  9. 06.02.2010 – Pároco da Paróquia São João Batista e Santa Luzia, Capoeiras, Florianópolis – SC
  1.  26.01.2019 – Pároco da Paróquia Santa Catarina – Dom Joaquim – Brusque – SC